Como pedir carona em Natal de forma virtual

Compartilhe:

Atualmente é comum a gente usar carro até para fazer caminhos curtos, como comprar um pão na padaria. Muitas vezes saímos sozinhos para se deslocar de casa para o trabalho e esquece que mora perto de um colega no qual precisa pegar alguns ônibus e, sempre, chega atrasado.

O Rio Grande do Norte tem três milhões de pessoas e um milhão de veículos. Ou seja, mais de 30% dos potiguares possui um veículo automotivo. Enquanto a população cresceu cerca de 20% em 10 anos, a frota de veículos triplicou. Que tal dar carona para aqueles que têm que pegar um ônibus lotado e gastar R$ 2,65 com passagem? Sem contar aqueles que usam bicicleta e temem ser vítima de um acidente de trânsito.

Há três anos um grupo de natalenses criou um grupo para fornecer carona para aqueles que querem fazer uma viagem ou precisa andar de um bairro para outro. Além disso, a carona serve para aqueles que querem ir numa festa de madrugada em um bairro distante de Natal, mas não se sabe se o corujão vai realmente circular no local, sem contar sobre os riscos de entrar da estática da violência urbana.

O nome é “Carona-RN“, no qual a pessoa manda uma mensagem na página oferecendo ou pedindo carona, informando a hora que pretende sair e qual é o ponto de chegada e partida. Este tem mais de 20 mil pessoas inscritas.

As pessoas respondem nos comentários se aceitam ou não. Depois, os interessados trocam mensagens e a carona acontece. Veja esta imagem a seguir:

Mensagem do Carona-RN
Mensagem do Carona-RN

Alguns pedem para contribuir com a gasolina e outros recusam este feito, já que a carona é um ato de solidariedade. É um ato de mão amiga.

Grupo Carona-RN é um dos mais comuns do estado. Existe desde 2012
Grupo Carona-RN é um dos mais comuns do estado. Existe desde 2012

Também existe um outro grupo na cidade chamada Carona Solidária, que pode ser conferido neste link. O grupo já tem quase mil pessoas e tem o mesmo modus operandi.


Sobre Lara Paiva
Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

Breche Também

error: Content is protected !!