Como você atravessava a Praia da Redinha antigamente

Compartilhe:

Para chegar à Praia da Redinha, o natalense, agora, possui duas opções: atravessar a ponte de Igapó ou a Ponte Newton Navarro (foto acima). Entretanto, esta opção nem sempre existiu. Antigamente, o pessoal tinha que usar uma balsa.

O primeiro passo para chegar na embarcação era chegar ao bairro de Santos Reis, em seguida pagava uma certa quantia (dependendo de que tipo de carro estava locomovendo) e finalmente entrava na balsa. Os pedestres, que utilizava a balsa como transporte, não pagava.

Balsa, quando ainda existia
Balsa, quando ainda existia

As embarcações, construídas de forma rústica, atravessavam todo o rio Potengi. Lá, o usuário da balsa poderia ver as belas paisagens da capital potiguar, o manguezal, a ponte Newton Navarro sendo construída e dentre outras coisas. Era o principal forma de acesso dos bugres para as Dunas do Litoral Norte, principalmente a praia de Genipabu.

Após o fim da travessia, o turista chegava na Praia da Redinha. O trajeto durava em torno de 20 minutos e evitava pegar o forte trânsito da ponte de Igapó, que é um problema até hoje na cidade.

Com a inauguração da Ponte Newton Navarro, a bolsa foi desativada em novembro de 2007.


Sobre Lara Paiva
Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

Breche Também

error: Content is protected !!