Por que vale a pena visitar o Museu do Brinquedo?

Compartilhe:
Museu fica na cede do campus do IFRN Cidade Alta (Fotos: Lara Paiva)
Museu fica na cede do campus do IFRN Cidade Alta (Fotos: Lara Paiva)

Início de semana e você está cansado de ficar em casa. Você lembra das suas brincadeiras de infância? Quando não tinha dinheiro, como você fazia para brincar? É essa proposta do Museu do Brinquedo, que fica no campus do bairro de Cidade Alta do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRN). O local foi desenvolvido pelo Núcleo de Estudos Culturais da Ludicidade Infantil (NECLI).

O local é fácil de encontrar, pois fica na primeira porta a direita depois da entrada que fica na Avenida Rio Branco. De acordo com o site do IFRN, o local abriga um acervo de cerca de 300 brinquedos e brincadeiras inventariados em mais de 60 municípios potiguares que foram registrado a partir de uma equipe de pesquisadores do próprio instituto.

Dentro do museu pode ser vistos brinquedos sonoros e musicais (gaita de talo de mamoeiro), bonecos e acessórios (camas de quenga de coco, soldadinhos de castanho de caju), representações de animais (curral de ossos), miniaturas de utensílios domésticos (móveis de caixas de fósforo), armas (arapuca, arco e flecha), transportes (barcos e jangadas, breque ou guidom, trem de lata de sardinha) e os mais diversos jogos (carrapeta, pião, peteca, biloca, futebol de botão), etc.

O que achei mais interessante foram as petecas, o mini-parque de vaquejada, a sinuca feito de papelão e o ônibus de madeira que é uma miniatura da empresa Jardinense, conhecida por fazer viagens no interior do estado. O álbum completo pode ser visto no final do post.

Museu do Brinquedo

Visitação: Segunda a sexta, das 9h às 21h

Agendamento de grupos: (84) 4005-0970

Este slideshow necessita de JavaScript.

 


Sobre Lara Paiva
Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Comentários no Facebook

Breche Também

error: Content is protected !!